Água potável e saneamento
Voltar ao início

Água potável e saneamento

Escrito por: Prof. Dr. Marcelo Langer, Especialista em Desenvolvimento Sustentável

Garantir a disponibilidade e a gestão sustentável da água potável e do saneamento para todos

Este ODS está baseado na Declaração Universal dos Direitos da Água, estabelecida pela ONU há aproximadamente 30 anos, em 22 de março de 1992. Ele reconhece que, ainda hoje, bilhões de pessoas não têm acesso à água potável e à moradias em locais com sistemas de saneamento saudáveis e livres de focos de disseminação de doenças e seus vetores. Tudo isso, causa a redução da qualidade de vida dessas pessoas e até a morte.  

Desmatar, degradar a natureza, não respeitar as matas ciliares e áreas de preservação permanente (APP), assim como lança resíduos (lixos) em locais impróprios, são atos humanos que geram perda da qualidade da água e contribuem para a escassez e falta de água a todos. A falta de saneamento é outro fator grave que determina limitações ao acesso universal à água. 

No Brasil, cerca de 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada e cerca de 100 milhões de brasileiros não são atendidos por serviços de coleta e tratamento de esgotos. Ou seja, 55% de todo o esgoto produzido nas casas e comércios brasileiros são despejados diretamente na natureza, contaminando corpos hídricos. Isso afeta a qualidade da água disponível para o consumo humano, para a produção de alimentos e para todas as atividades produtivas e industriais humanas. O uso de água contaminada para a produção de alimentos pode contaminar os alimentos e gerar consequências graves.

Junto às comunidades, o Sicredi realiza atividades de limpeza de mananciais, nascentes, rios, lagos, além de outros corpos hídricos. Ao todo, foram removidas toneladas de resíduos sólidos da natureza. Além disso, foram realizadas diversas atividades de reflorestamento das matas ciliares, além de outras ações que protegem nascentes em propriedades rurais.

Em parcerias com equipes técnicas e outras organizações, o Sicredi desenvolveu novos sistemas de filtragem da água. São filtros ecológicos que oferecem água saudável às famílias das comunidades rurais. Essas ações voluntárias do Sicredi estão associadas aos seus programas de sensibilização e educação ambiental, pois eles entendem que é seu papel orientar e agir junto a sua gente.

A água, para o Sicredi, além de um direito humano é essencial para a sustentabilidade de suas cooperativas e cooperados. Por isso, eles tratam esse assunto com muito respeito e de forma conjunta. Envolvem-se  em atividades para assegurar a qualidade da água e para a proteção deste recurso. Além disso, o Sicredi realiza orientações para oferecer água segura para sua gente. 

Assim, o Sicredi, todos a participarem de suas ações de proteção à água, independentemente se cooperado ou não. Aproxime-se do Sicredi, venha somar esforços, venha ajudar a facilitar o acesso à água e a promover ações de saneamento para melhorar a qualidade ambiental em propriedades rurais, cidades e comunidades. Afinal, todos precisamos de água e ambientes de vida saudáveis. 

O Sicredi espera você para que, juntos, possamos produzir água em um ambiente saudável.