Vida na água
Voltar ao início

Vida na água

Escrito por: Prof. Dr. Marcelo Langer, Especialista em Desenvolvimento Sustentável

Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável

Este ODS trata do meio ambiente marinho, estabelecendo orientações sobre como devemos atuar em nossas cidades para evitar a poluição e degradação das águas marinhas e suas formas de vida. Atualmente, milhões de toneladas de resíduos sólidos humanos se depositam nos ambientes marinhos, causando a contaminação, e a morte de milhares de animais. 

Apesar do meio ambiente marinho ser formado por mares, oceanos e as zonas costeiras, ele está conectado aos sistemas de águas doces superficiais e subterrâneas, formando um complexo sistema hídrico interligado e interdependente. Então, para falarmos de conservação e uso sustentável deste ambiente, precisamos considerar todas as atividades humanas, seus padrões de vida, de produção e consumo dos recursos naturais. 

O ser humano produz milhões de toneladas de resíduos sólidos (RS) por ano, que poderiam servir de matérias-primas para diversos processos produtivos industriais e para a produção de alimentos. Cerca de 50% a 60% do resíduo sólido que produzimos é composto de matéria orgânica.

Grande parte dos volumes de resíduos sólidos (RS) gerados pelo homem não é coletada pelo sistema público de gestão dos RS e, por isso, não chegam aos lixões e aterros. Esses RS acabam tendo como destino as águas superficiais do nosso planeta, como todas as águas superficiais estão interconectadas, acabam chegando aos mares e oceanos. 

Anualmente mais de 25 milhões de toneladas, ou seja, quase 3,0 kg por habitante por ano, acabam sendo depositadas nas águas marinhas do planeta. Dessa quantidade de lixo que chega aos oceanos, aproximadamente 50% são plásticos. No Brasil, anualmente, chegam aos nossos mares mais de 2 milhões de toneladas de plásticos. Isto quer dizer que 9,5 kg do lixo que geramos anualmente chega aos oceanos.

O Sicredi, junto da sua comunidade e das suas agências, tem realizado atividades para melhorar a gestão dos RS, pois entende que uma melhor destinação final é importante para a conservação dos biomas terrestres, essencial para evitar a contaminação de solos, corpos hídricos e assim evitar a contaminação dos ambientes marinhos. Desse modo o Sicredi, seus colaboradores, cooperativas, cooperados e demais cidadãos engajados em suas ações, realizam atividades de reciclagem de materiais, limpezas de meio ambientes terrestres e de rios, recuperação de áreas degradadas, plantios de árvores e programas educativos à população. 

Participe ativamente dos programas do Sicredi, envolva-se e traga seus amigos, familiares e conhecidos para juntos desenvolvermos um planeta mais saudável. Traga suas ideias e suas dúvidas. Nos procure para saber como agir para aproveitar melhor seus resíduos sólidos, fazer compostagem e reduzir a contaminação ambiental das águas, rios, mares e oceanos da nossa casa, o Planeta Terra.

Venha produzir água limpa para o planeta! Venha com o Sicredi restabelecer a qualidade da vida marinha.